Dicas para ereções mais potentes

Dicas para ereções mais potentes

O pênis é a parte mais temperamental do corpo de um homem. Tende a ficar demasiado excitado para o seu próprio bem. Responde mal a substâncias ilícitas. Ele pode aparecer de uma maneira grande em tempos inoportunos, enquanto se retira do serviço quando você mais precisa. No que diz respeito a fontes de prazer, pode ser muito frustrante.

A maioria dos homens sabe que seu pênis não é provável bater um grand slam cada vez que ele pisa para o prato. De acordo com um estudo publicado no American Journal of Medicine, 85 por cento dos homens entre os 20 e os 39 anos dizem que “sempre” ou “quase sempre” podem obter e manter uma ereção, o que significa que 15 por cento dos homens no auge da sua vida têm dificuldade em ficar duros pelo menos ocasionalmente. O mesmo estudo descobriu que dos homens entre as idades de 40-59, apenas 20 por cento disseram que poderiam obter uma ereção saudável o suficiente para o sexo na maioria das vezes. Por outras palavras, a madeira sólida está longe de ser um dado adquirido.

Embora você pode nunca ser capaz de prever como seu pénis irá se comportar com 100 por cento de precisão, há passos que você pode tomar para se certificar de que quando chega a hora de executar, suas ereções são tão saudáveis e fortes como eles podem ser.

Tenta um anel peniano

Sabias que um piercing pode ajudar-te a manter uma ereção? Este brinquedo em forma de O encaixa em torno do seu pênis e ajuda a manter o sangue no eixo, onde você quer. Um anel da Pila também ajuda a prevenir fugas venosas, uma forma de disfunção eréctil onde o sangue flui para o seu pênis, mas tem dificuldade em permanecer lá.

Vá para a academia

O fluxo sanguíneo é a chave para uma ereção saudável, e não há nada que encoraje o fluxo sanguíneo como o exercício aeróbico. Não só te mantém em forma, como constrói o óxido nítrico do corpo, o que ajuda a manter as ereções.

Guarde os cigarros

Em um estudo conduzido na Universidade de Kentucky, pesquisadores descobriram que, quando solicitados a avaliar suas vidas sexuais em uma escala de 1 a 10, homens que fumavam em média cerca de 5, enquanto não fumantes classificavam as suas a 9.

Uma razão é que fumar é uma causa conhecida de impotência, e há algumas evidências de que fumar afeta a força de ereção—e tamanho. Num estudo, os investigadores descobriram que os pênis dos fumadores são mais pequenos do que os que pertencem a não fumadores.

Tome café

Embora algumas coisas são piores para a sua ereção do que um hábito de cigarro, o café pode realmente ajudá-lo abaixo do cinto. Um estudo realizado pelo Centro de Ciência da Saúde da Universidade do Texas em Houston descobriu que os homens que consumiam o equivalente a cafeína de 2-3 xícaras de café por dia eram menos propensos a sofrer de disfunção eréctil do que aqueles que preferiam acordar com bebidas sem cafeína.

Faça uma vasectomia

Se você acabou de produzir descendência (ou você tem certeza que não quer filhos), considere investir em renovações permanentes na fábrica de esperma.

Essa ansiedade pode, por sua vez, levar a problemas de erecção—e causar o mesmo círculo vicioso que faz a ansiedade de desempenho um assassino de humor.

Mantenha-se fiel

É comum os homens que começam a ter casos pararem de ter ereções. Tão comum, de fato, que os médicos que tratam a disfunção erétil muitas vezes perguntam aos seus pacientes se eles estão recebendo alguma ação lateral.

A não ser que a sua mulher saiba, aprove e participe na sua nova vida sexual.nesse caso, gostaríamos de conhecê—la. vai sentir—se um pouco culpado quando estiver com ela. A culpa pode transformar-se em ansiedade, e isso pode matar uma ereção.

Perde o instinto

Além de fazer residência num mosteiro, ter diabetes é o caminho mais rápido para uma vida inteira de celibato.

Na verdade, mais de 50 por cento de todos os homens com diabetes são impotentes. A doença atinge o pênis com um duplo azar. Acelera o processo da doença arterial, e atrasa a transmissão de estímulos ao longo dos nervos em todo o corpo. E, acredita em nós, um pênis dormente não é um pênis feliz.

Fonte: https://qcsexo.com/como-fazer-uma-mulher-gozar/

Comer ovos ajuda a perder peso?

Comer ovos ajuda a perder peso?

Como parte de uma dieta equilibrada, os ovos podem proporcionar muitos benefícios para a saúde. Um corpo crescente de pesquisa sugere que comer ovos também pode suportar a perda de peso.

Os ovos são ricos em proteínas, com poucas calorias, e podem aumentar o metabolismo.

Neste artigo, descrevemos como usar os ovos para suportar a perda de peso, incluindo quando comê-los, e como prepará-los.

Porque é que os ovos são bons para a perda de peso?

Os ovos podem ajudar a promover a perda de peso pelas três razões SEGUINTES:

Os ovos são nutritivos e têm poucas calorias.

Um grande ovo cozido contém 78 calorias e vários nutrientes importantes, incluindo:

  • luteína e zeaxantina, que são antioxidantes que suportam uma visão saudável
  • vitamina D, que promove a saúde óssea e a função imunitária
  • a colina, que estimula o metabolismo e ajuda no desenvolvimento do cérebro fetal

A maneira mais simples de perder peso é refrear a ingestão de calorias, e adicionar ovos à dieta pode ajudar.

Por exemplo, um almoço ou jantar de dois ovos cozidos e uma xícara de legumes mistos contém apenas 274 calorias.

No entanto, cozinhar ovos com óleos ou manteiga aumenta significativamente o conteúdo calórico e de gordura. Uma colher de sopa de azeite, por exemplo, contém 119 calorias.

Os ovos são ricos em proteínas.

Proteica ajuda a perda de peso porque é extremamente enchimento, e os ovos são uma boa fonte de proteína, com malefícios do ovo grande fornecendo aproximadamente 6 gramas (g).

Portanto, dois ovos grandes compõem mais de 25% das necessidades de proteína de uma mulher sedentária média para o dia, e mais de 20% das necessidades de um homem sedentário médio.

Algumas pesquisas indicam que comer um café da manhã rico em proteínas aumenta a saciedade de uma pessoa, que é o sentimento de plenitude. Os achados também sugerem que um pequeno-almoço rico em proteínas leva a uma redução na ingestão calórica durante o resto do dia.

Os ovos podem aumentar o metabolismo

Comer uma dieta rica em proteínas pode melhorar o metabolismo através de um processo chamado efeito termico dos alimentos.

Isso acontece porque o corpo precisa usar calorias extras para digerir e processar nutrientes em alimentos.

Os hidratos de carbono e as gorduras também aumentam o metabolismo, mas em menor medida do que as proteínas.

Quando comer ovos

Os ovos podem ser especialmente úteis para a perda de peso se uma pessoa come-los para o café da manhã.

Em 2005, os investigadores compararam os efeitos de comer um pequeno-almoço à base de ovos com um pequeno-almoço à base de bagels em participantes do sexo feminino com excesso de peso.

As contagens de calorias em ambos os pequenos-almoços foram iguais, mas os participantes que comeram os ovos consumiram significativamente menos comida durante o resto do dia.

A pesquisa de 2010 relatou o mesmo efeito em homens adultos.

Em um estudo de 2013, participantes adultos do sexo masculino que comiam ovos para o café da manhã necessitavam de almoços menores e pareciam sentir-se mais cheios do que aqueles que comiam pequenos-almoços ricos em carboidratos.

Quantos ovos deve uma pessoa comer?

As orientações dietéticas anteriores recomendavam que as pessoas limitassem a sua ingestão de ovos a sete por semana.

Mas devido à falta de evidências científicas, essas diretrizes mudaram em 2015.

Pesquisas recentes sugerem que comer um ovo por dia pode reduzir o risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral. Os pesquisadores rastrearam os efeitos em quase meio milhão de adultos que vivem na China ao longo de um período de 9 anos.

É importante notar, no entanto, que as pessoas neste estudo não estavam comendo a dieta americana padrão.

Os autores de um estudo de 2018 relataram que comer pelo menos 12 ovos por semana durante 3 meses não aumentou os fatores de risco cardiovascular em participantes com diabetes ou pré-diabetes.

É importante ter em mente que estes participantes seguiram uma dieta projetada para a perda de peso.

Estes achados sugerem que comer um número moderado de ovos pode proporcionar benefícios para a saúde, desde que uma pessoa esteja incorporando os ovos em uma dieta equilibrada.

Como cuidar de raças de cães pequenos

Como cuidar de raças de cães pequenos

Cães pequenos são aquelas raças que tipicamente teria uma altura de menos de 18 polegadas ou pesar menos de 20lbs. West Highland Terriers, Yorkshire Terriers, Jack Russell Terriers, Shih Tzu, Pomeranianos, Bichon Frise e dezenas de outras raças pertencem a esta categoria.

Muitos desses cães parecem ursinhos de pelúcia bonitinhos, mas você tem que lembrar que eles são criaturas vivas, respirando com (muitas vezes muito fortes) personalidades que exigem um alto padrão de cuidado se eles são para prosperar em sua casa.

Escolher a raça certa

Nem todos os cães são criados iguais e algumas raças será mais adequado para a sua casa do que outros. A primeira coisa que você deve fazer uma vez que você tenha identificado as raças que você gosta é realizar uma pequena pesquisa sobre suas necessidades de cuidados, temperamento e problemas de saúde prováveis.

Não se assuste com potenciais problemas de saúde – você vai encontrar longas listas de doenças que podem acontecer raças particulares, mas o seu cão pode nunca sofrer de qualquer um deles. Use – os como um guia para o que poderia acontecer no futuro. Desde que você seja financeira e emocionalmente capaz de lidar com a doença, você vai ficar bem. Se você pode comprar seguro animal de estimação, fazê-lo numa fase inicial.

Quando você tem certeza de que você quer ir em frente e comprar um cão pequeno, confira criadores em sua área. O American Kennel Club tem uma riqueza de informações sobre raças diferentes e lista fontes para encontrar um criador respeitável. O Kennel Club no Reino Unido também é uma grande fonte de informação e até tem uma ferramenta interativa para ajudá-lo a escolher a raça certa de cão com base em características.

Treinar o seu cão

Não deixes que os grandes olhos castanhos te enganem! Por trás dessas caras bonitas estão mentes ativas e riscas manipuladoras. Apesar de seu tamanho, cães pequenos serão rápidos para tirar vantagem de um proprietário fraco e assumir o controle da casa. Um cão bem treinado que compreenda as regras da casa será mais feliz a longo prazo. É importante ser coerente na formação. Não vale a pena deixar um cão escapar com assassinato a maior parte do tempo e, de repente, gritar com ele quando a sua paciência tem desgastado – um cão não vai entender isso.

Você não tem que ensinar ao seu pequeno cão um monte de truques diferentes, mas eles devem pelo menos ser capazes de fazer o seguinte ao comando: sentar, ficar, deixá-lo, venha, calcanhar. É importante socializar o seu cão o que significa trazê-los em contato com as pessoas e outros cães em uma fase inicial. Você também deve treiná-los para andar com uma trela. Até os cães pequenos devem andar por conta própria-eles não precisam ser carregados para todo o lado!

Outro elemento de treinamento que você vai querer começar a trabalhar imediatamente é o treinamento em casa. Isso requer paciência e gritando com o seu cão se ela acidentalmente sujar o seu tapete favorito não vai acelerar o processo. Se você pegar seu cão no ato, você pode dizer-lhes para fora para ele, mas se você não estiver lá quando os solos do cão onde não deve, não há nenhum ponto em repreendê-los por isso, como eles não associarão suas palavras duras com o ato.

Consistência é chave e uma boa dica é comprar Puppy pads para uso em casa e obter o cão treinado para usar estes. Então, se você precisa deixar o cão em paz, ele terá um “banheiro” estabelecido para usar.

Fonte: http://www.melhoramigo.dog/caes-de-pequeno-porte/